voltar para o início do blog 27.07.16

Business Model Canvas x Plano de negócios

Para quem está começando uma startup ou apenas está na ideia, são muitas dúvidas, dentre...


Júlia Ghisi

Para quem está começando uma startup ou apenas está na ideia, são muitas dúvidas, dentre elas, qual deve ser o ponto de partida e se a minha ideia realmente vai ‘virar’. Como aqui na Catarinas nós trabalhamos muito com startups e sabemos como é importante validar a ideia antes de iniciar o produto, sempre tentamos trazer posts e fazer materiais que possam facilitar a vida desses empreendedores. Já falamos nesse post como validar sua ideia  e nesse webinar sobre o UX ao longo da jornada do usuário de uma startup. Para você que já validou, temos esse post aqui com os próximos passos após validar. Nesse post pretendo esclarecer porque usar ou não Business Model Canvas ou Plano de Negócio. Um não necessariamente invalida o outro, são vantagens e desvantagens como em todas ferramentas.

Por que plano de negócios?

O plano de negócios é ótimo quando o negócio já possui histórico com números, estatística e resultados reais que podem ser consultados. Serve para fazer projeções financeiras, planos, metas, detalhamento de atividades de marketing, vendas, etc, é uma ferramenta bastante usada por empresas e  também no mundo acadêmico (administradores fazem muito isso como entrega de trabalho de conclusão do curso). Apesar de ser extenso e nem sempre tão realista, é útil quando partimos de certezas. Faz todo o sentido do mundo numa grande empresa, onde quase todas as variáveis deveriam ser ou deveriam ser conhecidas.

Numa startup o plano de negócio perde um pouco do sentido pois a startup não possui nenhum histórico e precisa planejar o futuro, está num ‘mar de incertezas’. Algumas decidem por fazer o plano de negócio para tentar conseguir investidores para negócio que será criado. Porém para conseguir investimento você precisa validar as hipóteses e o plano de negócios não parece uma forma nem rápida nem realista de se fazer isso.

E o Business Model Canvas?

Então, precisou-se criar uma forma mais rápida e eficiente para validação, surgiu em 2010 o Business Model Canvas – uma ferramenta muito útil para definir o modelo de negócio: como a empresa vai criar valor, entregá-lo aos clientes e gerar renda nesse processo.

Para startups que já estão um pouco mais avançadas, também podem ver o Canvas como um método mais amplo, que pode ser aplicado independente do estágio que estão. Ter um olhar macro do negócio não implica apenas no começo da empresa, inclusive refazer o Canvas de tempos em tempos pode ser super produtivo pois geralmente os gatilhos vão mudando com o andamento do negócio.

Para quem não conhece, o Business Model Canvas ou “Tela de Modelo de Negócios”, é uma ferramenta estratégica que contribui para a construção rápida e visual de uma empresa ou projeto. Alex Osterwalder  que propôs o Canvas, o define como:

Modelo de negócio pode ser conceituado como a descrição da lógica de como uma organização cria, distribui e captura valor.

alex

Baseia-se essencialmente em um Canvas (tela) onde estão dispostos os nove elementos fundamentais (building blocks) de um Modelo de Negócio:

1. Segmento de Clientes: para quem estamos criando valor?

2. Propostas de Valor: que valor entregamos a nossos clientes?

3. Canais: como alcançamos e queremos alcançar nossos clientes?

4. Relacionamentos com Clientes: que tipo de relacionamento esperamos ter com nossos clientes?

5. Modelo de Receitas: por qual valor os clientes estão dispostos a pagar?

6. Principais Recursos: quais os principais recursos que nossa proposta de valor requer?

7. Principais Atividades: quais as principais atividades requeridas por nossa proposta de valor?

8. Alianças: quem são nossos principais parceiros?

9. Estrutura de custos: quais são nossos principais drivers de custo?

O vídeo abaixo ilustra como esses elementos (blocos) se relacionam no Canvas:

Plano de Negócio ou Business Model Canvas?

Business Model Canvas

Vantagens

  • Extrai de forma rápida propostas de valor que atendam e potencializem os principais objetivos desejados, antes de partir de fato para a formatação do produto ou serviço
  • Identifica “de cara” o modelo de negócio
  • Ajuda a identificar e eliminar o que não é tão importante no primeiro momento
  • O painel é mutável e o objetivo é que ele reflita exatamente o que a empresa é naquele momento. Não deixe de acrescentar ou tirar posts its quando necessário
  • Alinha os participantes: Ajuda as pessoas a conhecerem melhor a empresa/projeto e seus objetivos e faz com que as pessoas envolvidas andem todas na mesma direção
  • Propicia inovação: Como possibilita a discussão de opiniões, acaba criando um entendimento comum entre os envolvidos e gerando indicadores fortes para a inovação estratégica

Desvantagens

  • Pode ser superficial, canvas não se propõe a tratar de cada bloco em detalhe
  • Não se baseia em estudos e pesquisas, logo pode ter dados não tão reais

Plano de negócios

Vantagens

  • Ferramenta detalhada sobre a empresa
  • Projeções realistas quando se possui histórico financeiro
  • Pode facilitar quando é necessário investimento de capital de risco
  • Pode ajudar a definir as hipóteses do negócio (de forma não tão rápida)
  • Ponto de partida para operações, marketing e planos financeiros
  • Tem a possibilidade de uma projeção financeira detalhada e com sorte, real (:

Desvantagens

  • É demorado e requer dedicação e pesquisa
  • Empresas novas não conhecem muitas variáveis e acabam fazendo um plano fake ou fantasioso
  • No processo pode surgir variáveis inesperadas e incontroláveis
  • É difícil para fazer a atualização

Podemos ver que ambos tem vantagens e desvantagens, o importante é saber avaliar em qual momento sua startup está e quais variáveis você já possui antes de ‘sair fazendo’.

Dicas para fazer um Business Model Canvas:

No Google docs: Um tutorial ensinando. É uma boa opção para equipes geograficamente distribuídas, pois pode ser feito online e de forma colaborativa.

No ipad: App free do Sebrae ou App Oficial do Business Model Generation. É bem prático para quem quer fazer o canvas sozinho.

Papel: Para baixar o Canvas e imprimir pode baixar e fazer com sua equipe.

Temos um kit especial para quem já validou e está no momento de pensar em UX:

BannerPromo-KitStartups

Quero receber materiais

também não gostamos de spam :)

Vamos te mandar conteúdos interessantes 2 vezes por mês

Obrigado por se inscrever!

Ocorreu um erro :( tente novamente mais tarde!

Júlia Ghisi
Júlia Ghisi é graduada em Design Gráfico pela Universidade Federal de Santa Catarina, pós graduada em Design Centrado no Usuário pela Universidade Positivo. Diretora de planejamento de projetos e consultora de UX design na Catarinas Design de Interação. Mentora do Startup Weekend e Social Good Brasil Lab, instrutora do Programa do Sebrae Starup SC. É uma das realizadoras do programa de aceleração para startups Darwin Starter.
  • 19.09.17

    Como gamificar o seu produto

    A gamificação está presente em grandes sistemas/marcas de hoje, como Nubank, Waze, Beblue… mas você...


    Diego Motta
  • 15.08.17

    O fim dos dashboards de dados e o UX em interfaces para tomada de decisões

    Estamos na era da informação, a quantidade de dados disponíveis e possíveis está cada vez maior....


    Priscilla Albuquerque
  • 07.06.17

    Como fazer um bom teste de usabilidade

    Teste de usabilidade tem o objetivo de verificar a facilidade de uso da interface. Pode...


    Júlia Ghisi